You are currently browsing the category archive for the ‘coisas legais’ category.

mists-of-avalon_characters04-1

agora tudo faz sentido.

Tinha que ser um post sobre o retorno à patria. Mas na falta de tempo útil pra escrever tudo o que esse coração sentiu e viveu nos últimos 6 dias, deixo um presentinho.

Podia ser mais bonito? Não, não podia.

—————-
Her morning elegance | Oren Lavie

a_thousand_beautiful_things

Tenho visto coisas lindas internet afora, e dá uma vontade de compartilhar todas com o mundo inteiro! São criativas, poéticas, inteligentes, mas podem ser engraçadas, originais, dramáticas ou cafonas. Nem sempre uma coisa ou outra.

Só sei que existe um mundo de imagens e vídeos que nos inspiram e enchem de vontade de buscar, descobrir, não parar de inventar! Me canso fácil do mesmo, e o super-legal-porém-normal me entedia. Não sou exemplo algum de atrevimento, mas garanto que a vida fica mais colorida quando damos com novidades por aí. É um texto bonito que a amiga envia, uma foto espontânea dando sopa no flickr alheio, um post delicado num blog desconhecido. Pequenas grandes descobertas.

Quer se aventurar?

_ dá uma passada no weheartit de vez em sempre
_ abusa do ffffound
_ explore o blog meu vizinho, o favoritos da Luiza, o don`t touch my moleskine da Dani Arrais
_ a ótima seleção da Laurinch
_ as ilustrações do mydeadpony, e as fotos sem igual do Yeondoo Jung

Devorem. Bon profit.

——————

ps: a ilustração dali de cima é do Tony Fitzpatrick.

com a criaturinha mais fofa dos últimos tempos.

super_vovo-copia

Beijos atômicos e abraços ultravioleta! Feliz aniversário, velhinha!!!

// Quer ver do que ela é capaz? Olha isso!

zoo-de-domingo

Não que isso seja um diário, não não. Mas é que tem programas que a gente não pode deixar de passar adiante, até mesmo pra incentivar o leitor desanimado ou tirar o bolor da amiga engolida pelo sofá.

Domingo passado fomos no zoológico. Há quanto tempo você não faz uma dessas? Vê aqueles animaizinhos lindos, sente pena, lamenta, aplaude, se surpreende? Acho que poucos programas podem ser tão prazerosos e tranqulizantes como uma ida ao zoo. Passamos uma boa meia hora boquiabertas diante dos macaquinhos e suas peripécias impagáveis. E no show dos golfinhos? Tem coisa mais fofa? E a girafa, e aquele imeeeenso hipopótamo, e os leões, lêmures, lhamas? Tão legal!

Em que mundo eu tava vivendo pra esquecer tudo isso? Nos últimos meses, meu mundo animal se resumia a um gato popstar e a um peixe obeso!

Ah, e essas aí em cima somos nós, passando por orangotangos destreinados :)

E o fevereiro, dia e noite, noite e dia, com o

Morcheeba | Enjoy the ride.

Uma delícia só!

Já era hora de começarem as retrospectivas de 2008 e me proponho a expor minha trilha sonora desse ano. Mês a mês, vi as músicas se alternarem na minha vida, sem muita razão, de acordo com as surpresas e os acontecimentos desse ano tão incrível.

O resultado é um resumo bem meu, das idas e vindas, do achado e do perdido, do bom e do melhor.

Meu janeiro começava assim:

Com o Otto | Por que.

lili_tones_bcn1

Eles vieram e fizeram minha vida muito mais feliz nesses quatro dias!

Se empanturraram de “papas e chupiscos”, caminharam a cidade nova e a velha, me mataram de cansaço. Me fizeram dormir na sala e me obrigaram a comer uma comida deliciosa todo dia. Ressucitaram a fofoca-de-raíz e opinaram na organização do Eixample. Depois disso, claro, tive que sair pra comprar e gastar com a Lili e brindar umas quantas cervejas (não tão estupidamente geladas) com o Tones. Me pergunto se existe coisa melhor!

Mas como tudo o que é (tão) bom não dura mais que poucos dias, eles já se foram. Com a promessa de um próximo encontro no Brasil à altura desse!

Cada vez que o shuffle passeia por essa música, aumento minha coleção de frases pra se levar por toda a vida. O problema é que entre {…}

“Se na bagunça do teu coração
Meu sangue errou de veia e se perdeu”

“Te dei meus olhos pra tomares conta
Agora conta como hei de partir.”

“Se nós nas travessuras das noites eternas
Já confundimos tanto as nossas pernas
Diz com que pernas eu devo seguir”

{…} simplesmente não posso escolher.

Arquivos