Foi do meu avô que eu herdei o gosto irreprimível por tralhas e velharias. Esse hábito, às vezes bizarro, por antiquários, sebos, brechós. Quanto mais mofo melhor. Uma livraria linda, nova e cheirosa me dá fobia, mas puxo banquinho e passo tardes inteiras dentro de um sebo qualquer. Programa bom mesmo era vasculhar volumes antigos de Seleções do Readers Digest com o meu velhinho, lá naquele sebo perto de casa. Talvez a família nunca tenha entendido a importância de lotar a estante com volumes cheios de traça das piadas da caserna. Eu entendia. Tanto, que queria uma estante dessas na casinha do Rio, cheia de livro antigo e revista ultrapassada. Mas aqui é pequeno, não dá. E a gata adoraria pular nos livros e arrancar páginas com as unhinhas.

Fazia isso aos 7 anos com meu avô, aos 15 com a amiga, e aos 26 continuo gostando de viver de passado. Por isso persigo os centros velhos das cidades que morei e busco sempre uma maneira de sair sozinha e sem rumo, pra poder entrar em todos os antros de velharias que eu achar que mereçam a minha atenção.

Têm aqueles que, assim como a família que não entendia lá muito bem a loucura pelos carros antigos ano 54 do meu avô, também não entendem essa minha adoração por feiras de usados e brechós de rua. Ainda não contabilizei quantas peças trouxe de passeios por aí, verdadeiros achados! Confesso que muitas nunca tive o prazer de usar. E confesso também que umas tantas eu usei sem lavar antes. Sem nojinho, por favor. A feira de Les Encants em Barcelona e a Praça XV no Rio são o meu céu na terra.

Mas o papo agora é outro. O negócio é que meus feeds do Reader têm migrado inconscientemente pruns blogs -deliciosos- de estilo e moda. E descobri que sou vidente e não sabia. Não é que virou moda essa reciclagem de antiguidades? A-D-O-R-E-I. É um tal de blog de venda de móveis usados fofos, outro da menina que desapega daquelas roupas do fundo do armário e vende baratóvski, aquele outro de troca-troca de quinquilharias, ou o de idéias joia pra casinha. Tem de tudo, minha gente! Tipo uma volta pelo Saara do Rio sem esbarrar em gente estranha.

Quer se dar bem na vida e colaborar com a reciclagem de bugigangas? Dá uma olhada nessas maravilhas aí de baixo.

_ tem o Enjoei :P
_ o Gávea Garage Sale
_ o magnânimo Adoro Brechó
_ o Quer Comprar da minha xará
_ a Quitanda da Claudinha
_ o Freecycle
_ o Design*Sponge nesses momentos
_ ou o De(coeur)ação quase sempre, mas mais nesse post

São tantos outros favoritados, mas agora fica só o gostinho dos tops.
Reciclemos também os blogs. Manda mais aí, vai!

beijos mil ;)

Anuncios