Há um ano atrás, descobri que a Mercè era uma comemoração sem igual. Tava trabalhando dia e noite e tinha a cabeça a mil. Vivia em uma cidade com o mesmo nome dessa, mas que não se parece em nada. Penso no que mudou. Não atino como posso levar incorporada tantas amandas diferentes, mas o fato é que é assim.

Continuo sem fins de semana, continuo trabalhando demais e ainda sou toda coração. Não fui no Tibidabo, nem conheci Portugal. Tinha planos de ir a um show por mês, e não o coloquei em prática. Nem o de morar sozinha. Tive férias mas não tive férias. Descansei dias inteiros, mas não relaxei nem um segundo. Ri e chorei de alegria, mas não dividi metade das minhas angústias.

A questão é que, mais uma vez, não aproveitei a Fiesta de la Mercè como queria. Não é possível, alguma coisa deve estar errada na minha vida.

Anuncios